terça-feira, 26 de janeiro de 2021

Justiça defere liminar para atendimento aos filhos de associados da ADCAP que necessitam de Atendimento especial

 Nº 122 – 26/01/2021 


A justiça do trabalho determinou que os Correios realizem de imediato os pagamentos aos associados da ADCAP em todo Brasil que recebiam o auxílio especial para cobertura de despesas com filhos que necessitam de acompanhamento nos termos da regulamentação do benefício - ACP 0000963-94.2020.5.10.0004.

Assim, orientamos aos associados da ADCAP em situação regular de filiação que solicitem os pagamentos, informando a decisão judicial e anexando os devidos comprovantes de despesas, por processo regular interno registrado no SEI.

Em caso de negativa ou qualquer situação divergente, pedimos encaminhar cópia do processo interno para apoiojuridico@adcap.org.br com o assunto “solicitação de cumprimento da medida judicial auxílio especial”.

 

 

Direção Nacional da ADCAP.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Desmontando Fake News nº 25 - Privatização dos Correios – Interessa apenas a banqueiros, especuladores e concorrentes

 Como estamos numa luta desigual, em que a mídia reproduz informações distorcidas provenientes de órgãos do governo federal a respeito dos Correios e a própria empresa não se defende, emudecida por um direção subserviente e comprometida com o desmonte da organização, a ADCAP passará a oferecer por esse canal seu posicionamento sobre matérias que tratarem dos Correios.

-----------------------------------------------------




O jornal A Gazeta do Povo trouxe na edição da última sexta-feira, dia 22 de janeiro, um artigo assinado pelo Presidente do Conselho Administrativo Pathfind e Conselheiro na BBM Logística, Antonio Wrobleski, intitulado “Privatização dos Correios: complexa necessidade”.

O artigo não economiza nos equívocos em relação à atual situação dos Correios. Logo no começo, o autor afirma que a falta de modernização e a total ausência de processos eficientes transformou a estatal em algo não rentável e praticamente inadministrável.

Na realidade, os Correios têm feito grandes investimentos incluindo, entre outras coisas, a renovação de sua frota, que recebeu milhares de veículos novos em 2020. Além disso, a infraestrutura da estatal tem sido capaz de escoar com qualidade e eficiência a maior parte do que circula no comércio eletrônico brasileiro, produzindo lucros para a Empresa nos últimos anos, como demonstram seus balanços publicados em seu site. Em 2020, os Correios acumularam mais de R$ 800 milhões de lucro até outubro, sinalizando que o balanço anual deve apontar lucro superior a R$ 1 bilhão, o que é extraordinário dadas as circunstâncias do momento e a natureza pública da empresa. 

O autor prossegue, afirmando que não por acaso, a estatal foi usada para construir esquemas de corrupção para diversos partidos políticos ao longo dos últimos anos, em um esquema que vai continuar caso a gestão não seja alterada. Nesta parte, o autor repete argumentação urdida pelo Ministério da Economia para tentar justificar sua intenção de privatizar os Correios. Nada mais injusto, posto que as apurações de corrupção levadas a cabo no país já mostraram que os focos estavam em outras estatais e empresas de economia mista, restando aos Correios tão somente o papel de boi de piranha no caso do Mensalão, para desviar a atenção dos verdadeiros palcos onde ocorriam os casos de corrupção.

Na sequência, o autor mente ou erra grosseiramente, induzindo os leitores a erro, quando afirma que a maioria dos países do mundo privatizaram seus serviços de encomendas. Isso não é verdade, pois na imensa maioria dos países os Correios são públicos. Além disso, no Brasil, o serviço de encomendas é prestado livremente por empresas privadas, que sempre puderam concorrer com os Correios nesse segmento, onde não há monopólio.

Quando o autor se refere à eficiência e qualidade dos serviços, afirma que o resultado é um serviço que custa cada vez mais caro com produtividade menor, atingindo níveis mais altos de cobranças e reclamações. Não é por acaso que os serviços de encomendas dos Correios e não o de seus concorrentes são os preferidos pela população. Na maioria dos casos, os preços dos Correios são inferiores e muitas vezes bem inferiores aos praticados pela concorrência, o que pode ser confirmado facilmente simulando o envio de produtos em lojas virtuais e confrontando os preços de frete. E a regularidade e segurança dos serviços prestados pelos Correios são reconhecidos pela população, que prefere usar o Sedex e o PAC em vez de outras opções que lhes são oferecidas.  

É natural que empresas concorrentes defendam a privatização dos Correios, afinal o resultado imediato de um processo desses, como demonstra o caso de Portugal, é o aumento de preços, que prejudica a população, mas beneficia os concorrentes, que podem, assim, também subir seus preços.

É importante que os cidadãos estejam bem atentos aos argumentos falaciosos que são usados para tentar justificar a intenção de privatização dos Correios, uma estatal que cumpre seu papel constitucional sem depender de recursos públicos, uma infraestrutura nacional pronta e em pleno funcionamento e um patrimônio que hoje pertence a todos os brasileiros. Não há mantra nessa história de privatização dos Correios, mas sim o interesse econômico de alguns – banqueiros, especuladores e concorrentes - tentando prevalecer sobre o interesse dos demais brasileiros.

 

-----------------------------------------------------

Os brasileiros merecem receber melhores informações e os devidos contrapontos ao discurso falacioso do governo. A ADCAP estará atenta às matérias que tratem dos Correios e divulgará amplamente sua opinião e suas observações a respeito. 

 

Direção Nacional da ADCAP.

"Os riscos da Privatização dos Correios para o Brasil"


 

Nesta terça-feira (26/01), às 19 hs, a ADCAP promove nova live sobre "Os riscos da Privatização dos Correios para o Brasil".

Participarão da live:

- Deputado Leonardo Monteiro, Presidente da Frente Parlamentar em defesa dos Correios

- Adroaldo Portal - ex-Presidente do Conselho de Administração dos Correios.

- Inês Capelli - Presidente da ADCAP

- Gandara - Presidente da Findect.

- Rivaldo - Secretário Geral da Fentect.

Transmissão ao vivo a partir da página da ADCAP Nacional no facebook.

Participe!

Direção Nacional da ADCAP.

Parabéns aos Carteiros!

 

ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DOS CORREIOS
ADCAP NACIONAL



Departamento de Comunicação
adcapnacional@adcap.org.br
www.adcap.org.br
www.facebook.com/adcap.nacional

61 3327 3109

“em uma comunicação: Veja, ouça, veja de novo, interprete
e só depois escute”.
(Hícaro Castro)


Uma homenagem aos aposentados!

 

ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DOS CORREIOS
ADCAP NACIONAL




Departamento de Comunicação
adcapnacional@adcap.org.br
www.adcap.org.br
www.facebook.com/adcap.nacional

61 3327 3109

“em uma comunicação: Veja, ouça, veja de novo, interprete
e só depois escute”.
(Hícaro Castro)

quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Adicional de 25% na Aposentadoria - Aposentados que necessitam de acompanhamento

 

Nº 121 – 21/01/2021 
 


A Lei 8.213/91, no artigo 45, garante aos aposentados por invalidez que necessitem de cuidados de terceiros um adicional de 25% sobre o valor de sua aposentadoria.

Os aposentados por outra modalidade (idade, contribuição, especial) que por ventura vierem a ficar inválidos e necessitarem do acompanhamento permanente de terceiros não possuiriam – pela literalidade da Lei de Benefícios – o direito ao adicional de 25% em seu benefício.

Todavia, em face do princípio da isonomia, o adicional de 25% é devido a todos os aposentados, independente da modalidade da aposentadoria, desde que necessitem de acompanhamento de terceiros no seu dia-a-dia.

O Superior Tribunal de Justiça julgou favorável aos aposentados no julgamento do Tema 982 da Corte. Eis, que o objetivo da norma é dar assistência aos que precisam de acompanhamento, independente da espécie de aposentadoria que recebem.

Atualmente o tema está aguardando que o Supremo Tribunal Federal profira a decisão final sobre a matéria.

Com o acréscimo de 25%, o Segurado do INSS inclusive poderá receber valor maior que o teto da aposentadoria.

Para a obtenção do benefício, o segurado deverá solicita-lo pela via administrativa. Em caso de indeferimento, o aposentado poderá ingressar com ação judicial requerendo o acréscimo, desde que comprove a necessidade de acompanhamento permanente.

Com o objetivo de garantir aos Segurados o benefício mais vantajoso, caso necessário, o associado poderá enviar a documentação comprovatória ao e-mail previdencia@adcap.org.br.

 

 

Direção Nacional da ADCAP.

Os Ecetistas merecem respeito!

 


Num momento em que o mundo se mobiliza para enfrentar a COVID 19 e salvar vidas, há pessoas que vivem de recursos públicos e se ocupam em criticar a tudo e a todos, inclusive quem está na linha de frente, somando esforços no combate à pandemia e, muitas vezes, pagando com a própria vida.

Este tipo de comportamento de agentes públicos é inaceitável. Os brasileiros precisam de respeito e de seriedade num momento tão grave como o que vivemos.

Assim, em atenção aos associados que se indignaram com a conduta do Sr Kim Kataguri, em postagem recente em rede social, publicamos a seguir a carta enviada à direção dos Correios, na expectativa de que a Diretoria cumpra seu papel institucional e busque formalmente a devida retratação.

Acesse o link:AQUI.


Direção Nacional da ADCAP.